Policia prende homem que torturou adolescente em Recife

Fellipe Henrique Matos também responde por homicídio, lesão corporal e suspeita do assassinato de um policial. Foto: Polícia Civil/ Divulgação.

Após a Polícia Militar divulgar que havia prendido, no final da tarde desta quinta-feira, o segundo suspeito de torturar uma adolescente no bairro de Santo Amaro na última segunda, a Polícia Civil negou a informação. Na realidade, um homem, identidade preservada, foi encaminhado para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento, mas ele seria uma testemunha do crime e já foi liberado. Na quarta, um suspeito do crime já havia sido capturado em Sítio Novo, Olinda.

De acordo com a polícia, o crime teve como motivação uma briga entre gangues rivais da Ilha de Santa Terezinha e Campo do Onze. A adolescente, que não pode ter a identidade divulgada em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), contou ter sido obrigada a tirar a roupa e, em seguida, foi agredida por homens mascarados na segunda-feira passada, na Ilha. Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra a vítima correndo nua pelas ruas da comunidade enquanto pelo menos dois homens a atingem com um pedaço de madeira. A adolescente aparece sangrando e tem os cabelos cortados pelo agressores, que atiram pedras e pedaços de madeira contra ela, depois de ordenarem que saia do local correndo.

Um dos suspeitos de ter cometido o crime, Fellipe Henrique Matos, de 22 anos, foi preso nessa quarta-feira na casa da mãe, em Sítio Novo, Olinda. Ele não reagiu e disse que sabia que seria preso. Fellipe já responde por homicídio, lesão corporal e suspeita do assassinato de um policial. Além dele, a polícia já identificou mais quatro das seis pessoas que participaram das agressões.

Além dele, a polícia identificou mais quatro das seis pessoas que participaram das agressões, filmadas em um vídeo. Apenas um resta ser identificado. Segundo as investigações, há adultos e adolescentes. Todos os envolvidos serão indiciados pelos crimes de tortura e associação criminosa. Os adultos também vão responder por corrupção de menores. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção às Pessoas (DHPP), mas os adolescentes apreendidos serão encaminhados para a Gerência de Proteção a Criança e ao Adolescente (GPCA).

Fonte: DiariodePernambuco

Loading...

Gostou? então Compartilhe!

Mais Lidas

loading...

JOIN THE DISCUSSION